terça-feira, 1 de agosto de 2017

Minha aldeia


* Por Evelyne Furtado


A aldeia onde nasci
estende-se entre o rio e o mar
e reflete em suas dunas
incandescentes , o brilho solar.

Há muita luz , na minha aldeia
e suas cores tão vivas,
chegam a encandear os olhos
de almas aqui não nativas.



* Poetisa, cronista e psicóloga de Natal/RN.

Um comentário:

  1. Orgulhe-se! O seu lar é um dos mais bonitos que pode haver.

    ResponderExcluir